REUNIÃO NACIONAL DO FÓRUM RENOVA ANDES-SN BRASÍLIA, 8 A 10 DE NOVEMBRO CARTA-CONVITE

Caras companheiras e Caros companheiros,

O Fórum Renova Andes realizará entre os dias 8 e 10 de novembro, em Brasília, sua 3ª Reunião Nacional. A finalidade deste evento é preparar nosso Fórum para as lutas do próximo período, para o próximo Congresso do ANDES-SN, bem como para as eleições do sindicato, que se avizinham.

ACHAR O CAMINHO PARA POR FIM AO GOVERNO BOLSONARO/MOURÃO

O país vive um momento de extremo perigo para os trabalhadores e as maiorias oprimidas. O Governo Bolsonaro, produto do Golpe de 2016, eleito de maneira fraudulenta, como demonstra o processo e a prisão ilegais de Lula, perpetradas para afasta-lo da disputa eleitoral, aplica violentamente o programa de destruição dos direitos para o qual foi escolhido pelo imperialismo e pelo grande patronato local.

Para aplicar esta política de terra arrasada, Bolsonaro lança uma ofensiva obscurantista que põe em risco o direito à organização, à reunião e à expressão. Integra esta ofensiva o recrudescimento dos ataques à ciência, ao ensino e à liberdade de cátedra que atinge diretamente todos os trabalhadores em educação. Neste quadro de retrocesso, vê-se se aprofundar a violência contra as minorias, como a comunidade LGTBQI+, bem como contra a população negra e as mulheres.

Por isso tudo, os trabalhadores e o povo, em sua luta, precisam o mais rápido, descobrir as formas para por fim ao Governo da extrema-direita de Bolsonaro.

A EDUCAÇÃO E A UNIVERSIDADE PRECISAM RESISTIR

O reflexo desta marcha a ré nos direitos, conquistas e mesmo nos segmentos civilizatórios que o povo trabalhador impôs às classes dominantes com a sua luta de classes, na educação, é a marcha à privatização. No ensino superior público o resumo desta orientação do Governo é o programa FUTURE-SE, que precisa ser categoricamente rejeitado.

Os cortes radicais impostos ao orçamento do MEC para a educação básica e para a universidade, incluindo o corte de bolsas de pesquisa, a tentativa de militarização das escolas e amordaçamento dos professores são instrumentos para destruir a educação pública e gratuita. A resistência é o único caminho. Para tanto é preciso articular a mais ampla unidade.

O Fórum Renova Andes participou da Marcha das Margaridas, da Greve Geral (14JUN), dos Tsunamis da Educação (15M, 30M, 12JUL, 13AGO) e do Grito dos Excluídos (07SET)  que culminaram na paralisação de 2 e 3 de outubro que mostram o caminho, mas ainda não foram suficientes para reverter os ataques.

DISCUTIR A ORIENTAÇÃO DO ANDES-SN

Nosso sindicato nacional, embora tenha participado destas iniciativas, em algumas delas arrastado pela pressão da base, se mantém em sua tradicional postura isolacionista e ultimatista em relação às demais entidades. Segue ainda focado em montar “frentes” com as organizações “amigas”, muitas vezes ignorando as grandes organizações, representativas, de centenas de milhares de associados.

Politicamente, nossa direção segue ignorando a luta pela democracia e se negando a defender a liberdade de Lula, elemento que concentra a ofensiva em curso contra a democracia, as liberdades e aos direitos individuais e coletivos. Nem a farsa do processo e da prisão de Lula, revelado ao longo destes meses pelo site The Intercept Brasil alterou esta postura da direção sindical.

Aferrada ao sectarismo da CSP-Conlutas, a direção do sindicato não consegue se colocar à altura da luta pela unidade que pode derrotar Bolsonaro.

E, NO ENTANTO, A UNIDADE É POSSÍVEL

Diante disso, o Fórum Renova Andes convida companheiras e companheiros que já apoiam a alternativa que representamos, bem como aqueles que querem discutir uma nova orientação para o Andes-SN, á nossa Reunião Nacional. Tal reunião pretende se concluir apontando para uma alternativa de direção para o sindicato.

Isto, porém, não significa que o Fórum Renova Andes não se coloque aberto a uma discussão franca dos problemas e alternativas do sindicato, com vistas a uma via de unidade. Até aqui, é a direção que tem sistematicamente se negado a esta perspectiva.

NÃO TEMOS RESPOSTAS PRONTAS. VENHA CONSTRUI-LAS CONOSCO

Este convite indica o que são, a nosso ver, os desafios centrais do sindicato. Não temos a pretensão, contudo de termos respostas acabadas a eles. Nossa Reunião Nacional visa a reunirmos forças para construir em comum as respostas necessárias à luta em defesa da democracia, dos direitos, da educação e do ensino superior.

Sinta-se convidado, junte-se a nós!

Anúncios