Depois das eleições do Andes-SN nada será como antes

Companheiras e companheiros docentes,

Nos próximos dias se encerra o processo eleitoral do ANDES-SN, com a divulgação dos resultados oficiais do pleito realizado em 9 e 10 de maio. Embora com dados parciais referentes aos resultados totalizados de 83 seções sindicais, consideramos crucial nos dirigir a vocês neste momento.

Em primeiro lugar, para agradecer o apoiode, com base nos dados atuais, mais de 45% dos que se dirigiram às urnas. A eleição da Chapa 1, da atual diretoria, não ofusca esta vitória extraordinária, impensável há apenas alguns meses. Some-se a isso, o importante aumento do comparecimento às urnas (no mínimo, 50% a mais do que nas eleições passadas), proporcionada pelo surgimento de uma alternativa de oposição. Já tínhamos sentido a adesão às nossas teses na campanha, com manifestações de carinho, confiança e principalmente de esperança na possibilidade de termos um ANDES-SN de volta ao seu lugar histórico de bastião da luta pela democracia e contra o golpe, mas também de termos um sindicato que retorne a suas bases, voltado para as lutas da categoria, participativo e democrático, um ANDES-SN de todas e de todos os docentes.

E é no respeito a estes milhares que nos viram como instrumento de uma verdadeira Renovação do ANDES-SN e ao compromisso que assumimos diante destes, que consideramos como nossa primeira obrigação aquela de continuar o combate do qual o episódio eleitoral foi importante momento.

As políticas golpistas seguem demolindo os direitos e conquistas. O financiamento das IES, nas várias esferas de governo, despenca, ameaçando a expansão do ensino federal técnico e superior conquistada na última década. Temos a imensa tarefa de lutar pela revogação das medidas destruidoras impostas pelos golpistas dos 3 poderes, como a lei das terceirizações, a contrarreforma trabalhista, o fim do regime de partilha do pré-sal (e do fundo para Educação e Saúde) e, na base de todas elas, a EC 95/2016. Sem falar na contrarreforma da previdência que segue pendendo sobre nossas cabeças. Isso, numa difícil situação em que nosso sindicato, no qual não faltam discursos ardentes, não foi capaz sequer de realizar uma campanha salarial digna deste nome em 2018.

Temos a fundamental tarefa de repor o ANDES-SN como um fator de unidade com amplos segmentos do movimento dos trabalhadores e da juventude e não da divisão!

Contudo, companheiras e companheiros, não é possível falar em derrotar as medidas liquidadoras de Temer sem derrotar o golpe que avança. Por isso, é preciso seguir lutando para que o ANDES-SN reconheça o golpe que se concentra hoje na injusta e ilegal prisão de Lula e na tentativa de impugnar sua candidatura presidencial. Nós do Renova ANDES-SN, de nossa parte, já estamos engajados na construção de comitês pela democracia e pela liberdade de Lula, comitês que não contam com a participação de nosso sindicato.

Por tudo isso, uma força que agora se constitui e se consolida nacionalmente, como o Renova ANDES-SN, não tem mais o direito de retroceder. Nossa única alternativa é seguir em frente, em nome destes 45% do eleitorado que nos apoiou no pleito.

DISPUTAR PALMO A PALMO O ANDES-SN

Os mais de 45% de eleitores que depositaram suas esperanças em nossa Chapa 2 nos dão a obrigação de aprofundar a disputa por uma outra orientação para o nosso sindicato, que supere os muitos anos de sectarismo, isolacionismo e, por conta disso, imobilidade. Vitórias já consolidadas, como a que obtivemos nas Regionais São Paulo, Nordeste II e Planalto, além daquelas que se desenham nas Regionais Rio Grande do Sul e Leste (Minas Gerais e Espírito Santo), sem falar em fantásticas votações em universidades do PR, do PI, entre outras, se constituem numa base sólida para esta disputa que deve se traduzir no lançamento de chapas identificadas com as posições que construímos juntos, no maior número possível de seções sindicais, no período que se abre. É preciso dar ainda mais voz à imensa insatisfação com a orientação atual do ANDES-SN que já se fez ouvir nestas eleições.

TODOS AO CONAD DE FORTALEZA

Neste caminho, é preciso aprofundar nossa intervenção no conjunto das instâncias sindicais, no esforço para que estes eventos hoje tão pouco identificados com as verdadeiras preocupações da base docente venham a ouvir a voz que vem da base, das salas de aula, dos laboratórios, dos grupos de pesquisa e estudo. Com efeito, o Fórum Renova ANDES-SN que agora se consolida, convoca todos e todas a preparar desde já o próximo CONAD a se realizar na cidade de Fortaleza! É hora do ANDES-SN afirmar com todas as letras a luta contra o golpe, tarefa central da direção que vai assumir! No CONAD, além da conjuntura, vamos colocar na ordem do dia uma campanha salarial de verdade para 2018! Preparemos os textos de resolução, organizemos as assembleias de base e as delegações para o CONAD!

TODOS À I PLENÁRIA NACIONAL DO RENOVA ANDES-SN

Para passar das palavras ao ato, convidamos todas e todos aderentes ao Fórum Renova ANDES-SN, mas também aqueles que querem conhecer melhor nossas propostas a realizarmos juntos a I Plenária Nacional do Fórum Renova ANDES-SN, durante o CONAD, para avaliarmos a situação política, as eleições e traçarmos em comum os passos que devemos dar na luta no interior do ANDES-SN. No caminho, propomos uma reunião durante a CONAPE[1], no dia 25/5, em Belo Horizonte, quando estaremos nos incorporando à grande maioria das entidades da educação na defesa do orçamento previsto no PNE.

Até aqui fizemos como muito sucesso o trabalho de semeadura. A hora agora é de realizar a colheita política e organizativa da dura caminhada que fizemos.

Companheiras e companheiros,

Comemoremos a campanha vitoriosa, pois a celebração é necessária, e nos reforcemos para o futuro que já começou. Porque, depois da forte voz das bases que falou pelos nossos 45% de votos, nada será como antes no ANDES-SN.

Celi Taffarel (UFBA), candidata a Presidente pela Chapa 2 – Renova ANDES-SN

Lurdinha Nunes (UFPI), candidata a Secretária Geral pela Chapa 2 – Renova ANDES-SN

Everaldo Andrade (USP), candidato a tesoureiro pela Chapa 2 – Renova ANDES-SN


[1] Conferência Nacional Popular de Educação, convocada por 28 entidades da área em torno da defesa das conquistas do setor ameaçadas pelo governo do Golpe. O 37º Congresso do ANDES-SN aprovou, por proposta do Renova e de outros setores, a participação que, contudo, não se efetivou nas etapas estaduais e municipal do evento.

Anúncios

Um comentário

Os comentários estão fechados.