É hora de unidade, independência, força e protagonismo na luta.

Precisamos de um sindicato menos isolado, menos empenhado em condenar organizações da classe trabalhadora porque discorda de sua orientação política. É hora de unidade.
É preciso um Sindicato mais aberto a atuar junto com as associações científicas, os movimentos sociais, as centrais sindicais, o movimento estudantil, os técnico-administrativos e os demais trabalhadores terceirizados da educação e suas organizações.
Ou mobilizamos o movimento docente que conta, segundo dados do Censo da Educação Superior de 2018, com aproximadamente 384 mil docentes, dos quais aproximadamente 173 mil de instituições públicas e, destes, os 79 mil sindicalizados no Andes-SN, ou vamos todas as batalhas contra a destruição do ensino superior público.
Como chapa, nós, do Renova ANDES, temos nossas posições sobre muitos temas e iremos defendê-las, mas é nosso compromisso que esta defesa não será feita através da exclusão autoritária de outras perspectivas. A nossa prioridade será sempre a defesa dos direitos e conquistas das(os) professoras(es). e da Educação.
Somente escutando a base e se unindo às lutas nacionais dos trabalhadores, fortaleceremos, com independência, autonomia e protagonismo, o nosso Sindicato Nacional.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here